29 de set de 2010

Contei

Bom, o título já diz tudo né? hehe

Foi na ultima quinta-feira, dia 23 de Setembro, reuni muita coragem, e no fim da noite, pouco antes de todos irem dormir, chamei meus pais, disse que precisava falar uma coisa.

Foram minutos bem tensos e mudos, mas no fim consegui dizer:

"Bom, como vocês devem saber, eu namoro...
...
...
...
E é o Daniel"

*eles já o conhecem, ele já veio aqui em casa algumas vezes quando éramos apenas amigos ainda


Obviamente, eles ja sabiam.
Sem problema algum, disseram que ja desconfiavam, e que o que importa é a minha felicidade (sim, cinematográfico). Jamais imaginei que fosse ser tão simples e ao mesmo tempo tão difícil

Agoroa posso chegar em casa e continuar com a aliança na mão.


Que aliança?

Ah é, acho que não contei aqui: ao completar 6 meses em Agosto ele me deu uma aliança de compromisso, em um restaurante no topo de um prédio. Mais uma vez, cinematográfico!


Pois é, pois é...

Acho que agora não há nada que realmente seja um problema na minha vida, sem ter que esconder ou mentir para minha familia.


24 de ago de 2010

Slowly...

Pois é, este blog ainda existe, rs.


É, eu juro que tentei escrever algo aqui, mas como sempre, acho que não aconteceu nada digno de uma postagem no blog.
É um problema meu, eu sempre acho que meu cotidiano é totalmente irrelevante, até mesmo quando converso com meu namorado. Um dia supero.


Uma coisa que tem me perturbado esses dias é a minha extrema PREGUIÇA. Por que é tao dificil ?
Os alarmes foram tocando a cada dia, dores no pescoço, caminhos mais curtos e mais difíceis... Até que a bomba explodiu quando me vi com 80kg. Quase 10 a mais que o ideal, e 5 a mais do que tinha 6 meses atrás..
Não sou fissurado com aparência e peso, mas é algo que no mínimo incomoda.

Outra coisa que incomoda é a indefinição do meu futuro assim que acabar meu contrato em Março, e também a minha volta para a faculdade, que está lá trancada.


O namoro, esse não tenho nada a reclamar MESMO!
Tudo rolando com a maior naturalidade, uma sinceridade incrível que só aproxima, encontros em cada tempo livre. A vida é muito mais facil com alguem te amando, e recebendo seu amor.
Nesse fim de semana serão 6 meses de uma historia que começou de forma inacreditável, e assim prossegue a cada dia. =D


Ainda essa semana devo postar mais alguma coisa, e tentar ser menos disperso nos posts ;)

3 de jun de 2010

So emotional

Ele viajou ontem.

Vai ficar 4 dias fora. Por mim estava tudo bem, ja ficamos mais tempo que isso sem nos ver, mesmo estando os dois em São Paulo.

Eu realmente achei que ficaria bem.

20 horas

Esse foi o tempo até eu surtar de saudades, que se misturaram com um ciúme sem sentido vindo do nada. Acho que foi quando caiu a ficha que ele está longe.

Aí começa o meu problema de ficar criando situações na minha cabeça. Situações tão impossíveis, mas que meu ciúme até me faz acreditar. Falta total de razão.

Eu sempre fui bem racional, sempre busco pensar pelos dois lados, em qualquer situação.
Mas quando se trata de sentimentos, sentimentos por ele, a razão desaparece.

É tão irracional que eu nem consigo descrever. Não tem sentido algum.

Por conta disso quase briguei, fiz birra, me tornei aquilo que sempre odiei.

Nunca aconteceu isso antes. Preciso aprender a controlar melhor esses sentimentos irracionais.


I get so emotional, baby
Every time I think of you
I get so emotional, baby
Ain't it shocking what love can do

So Emotional - Whitney Houston

18 de mai de 2010

Motivação

Mais uma vez, desculpem as atualizações a cada século.
De vez em quando me vem algum assunto na cabeça que seria interessante postar aqui,mas conforme o dia passa, vou esquecendo, ou achando que nao vale a pena ser postado.
Isso eu acho que é um reflexo de como as coisas tem sido pra mim no trabalho/estudo.

Vou explicar de uma vez meu trabalho: sou aluno-aprendiz, com contrato de 2 anos em uma empresa importante em São Paulo. Desses 2 anos, 1,5 são de estudo na área (eletroeletrônica), e 6 meses de estagio em setores da empresa.

Pois bem, ainda estou na fase dos estudos, e a unica coisa que me motiva a continuar lá, além do pagamento, é concluir o curso.

De resto são muitas coisas que me desmotivam: falta de reconhecimento, injustiças, desorganização. Voce vai bem, um colega vai mal, e os dois sao tratados da mesma forma.

Isso me desmotiva muito. Mas pelo menos isso tenho motivações bem fortes fora de lá.

Essa é a palavra que mais passa na minha cabeça ultimamente: motivação.

O que me motiva ?

Não é preciso muito. O que me motiva é me sentir útil. Pode ser o pior trabalho, a pior situação, desde que eu veja que aquilo tem um propósito

Outra coisa que me motiva é ajudar alguem.


Eu queria saber de quem lê o blog, o que lhes motiva ou desmotiva ?



Vou tentar escrever mais aqui, juro ;)

2 de abr de 2010

Muito tempo depois...

Pois é, dei uma abandonada aqui no blog. A vida real estava exigindo mais (em vários aspectos). Mas hoje estou com um tempinho livre (aguardando posição de terceiros pra definir a minha noite...), e disposição pra escrever.

Em casa tudo na mesma, eu não contei ainda, ninguém perguntou também.
Mas na semana passada minha mãe resolveu arrumar meu quarto enquanto eu estava fora. Ela achou a pasta com minhas revistas Junior. Não falou nada comigo, mas sei que ela mexeu, estavam misturadas com outras coisas. A hora que ela quiser falar estou aqui, hahaha.

No trabalho tive umas semanas de horários diferenciados, atrapalharam meu sono um pouco, mas já voltou a normalidade (acordar 5h da manhã é o normal, triste).


No ultimo post, eu falei de "desejo". Aquela noite relatada foi muito mais real do que eu jamais poderia imaginar.
Um amigo de muito tempo, que estava ali o tempo todo, mas só agora tudo coincidiu pra dar certo. E deu mais que certo.
Após aquela noite se seguiram muitas outras, cada vez melhores.
Hoje eu digo com todas as letras que ele é meu namorado.


Meu único receio é até quando ele vai aguentar as minhas mudanças bipolares de humor...


Ah, e não esquecendo: Feliz Páscoa a todos !!

22 de fev de 2010

Desejo

Como muitas vezes antes estavam ali, os dois curtindo o som que tocava.
Um pouco cansados, procuraram um canto pra descansar mais um pouco antes de voltar para a pista.

Estavam ali, num canto um pouco escuro, perto do bar. Olhavam e falavam como sempre olharam e falaram até aquele momento.

Resultado do cansaço, um se debruçou um pouco sobre o outro. Não houve resistência. Aproximaram-se bem devagar, cada vez mais. Da forma mais natural possível, aos poucos os toques surgiram.

Era como se duas realidades acontecessem ao mesmo tempo. Os dois ali, juntos, ao mesmo tempo em que algo começava, ainda tratavam um ao outro com grande amizade. Comentavam as músicas que tocavam, as cenas que aconteciam ao redor. Agora com os rostos bem próximos, as bocas naturalmente se procuravam, com medo e desejo.

O toque dos lábios foi aumentando, aos poucos. Logo se tornava um beijo forte, carregado de desejo, um querendo sentir todo o gosto do outro, descobriam-se ali, conhecidos de tanto tempo. Ambos desejavam um ao outro, mas só agora surgia a coragem, carregada de muito medo e receio.

E a noite seguiu tão natural, como se assim sempre tivesse sido.
E a noite virou dia, e assim o dia seguiu.

Não queriam mais desgrudar, queriam aproveitar cada minuto possível dessa realidade que parecia tão impossível.

Foram para a casa de um deles, ainda era cedo, ninguém estava acordado. No quarto dele, passaram horas, entre conversas, beijos, carícias. Dormiram juntos, acordaram, Fizeram de tudo, dentro dos limites que a situação permitia.

Já era noite do outro dia. Foram juntos até o ponto de ônibus onde se despediram, morrendo de vontade de continuar tudo isso o mais breve possível.

15 de fev de 2010

Carnaval

Tem sido uma semana bem intensa. Eu não escreveria nada aqui, mas de repente me deu vontade.

Desde terça-feira estou sozinho em casa. Todos viajaram, eu não pude pois trabalharia.
Foi uma maravilha ficar sozinho, ter a casa toda.

Na maior parte do tempo fiquei fora de casa, graças a Deus, senão enlouquecia.

Uma baladinha hétero, que não foi lá essas coisas, mas com a companhia certa, não importa.
Mais de 24 horas sem dormir, mas ainda adorando tudo.


Hoje possivelmente eu teria mais "diversão" por aqui (se me entendem...) mas acabou não dando certo, então passei o dia by myself. Isso não é bom, eu começo a pensar demais sem nada pra me distrair.

As dúvidas de hoje são "O que quero da minha vida?", "O que quero para meu trabalho?"
Etc, etc.

Isso há de passar ate amanhã, se tudo der certo.
Amanhã eles voltam e volto a ter gente pra me ocupar e desviar esses pensamentos chatos.

11 de fev de 2010

E no fim... o fim.


Foi difícil, doloroso, semanas de angústia. Mas enfim aconteceu.

Meu namoro que ia mal, terminou.


Mas estranhamente, não houve briga, nem acusações, apenas a constatação dos fatos, não era mais possível continuarmos daquele maneira.


Foi um fim amigável, alguns minutos depois das lágrimas, estavam sorrisos e as conversas de besteiras. Eu disse a ele que sempre estarei aqui quando precisar


Ele foi o primeiro, e será sempre lembrado. Foi a partir do momento que o conheci que comecei a me aceitar. Talvez ele tenha feito por mim muito mais que eu jamais conseguirei fazer por ele um dia. Eu ainda o amo, e acho que esse amor é bem mais puro que muitos outros, pois ainda existe apesar de tudo, e através desse amor espero ainda poder ajudá-lo muito em tudo o que precisar.


Bem, agora aqui estou eu, solteiro, livre. Provavelmente pela primeira vez na vida.
Hora de aproveitar...


Don't stop me now...

24 de jan de 2010

Versão 2.0


Há 20 anos atrás, na noite do dia 24 de Janeiro do longínquo ano de 1990, mais precisamente às 22:34, nascia o ser que vos escreve.

Muita gente já me zuou por causa do dia 24, hehe
Hoje em dia quem fala isso ouve: "Minha cara, né meu bein?"

Pena que meu aniversário caiu justo numa época que não estou muito bem...

Mas isso não me impede de me divertir! Saí, dancei, bebi, conversei, joguei, comi, tudo em menos de 24h.
Grandes amigos, uns de longa data, outros recém conhecidos, mas todos muito legais.


Ainda assim não consegui me divertir tanto quando poderia.
E até agora, 23:15 do dia 24/01, ele não me ligou. Nem uma mensagem mandou.

Isso é assunto pra uma conversa, que virá logo
>>UPDATE: ele ligou 23:45...

De resto, aqui estou, duas décadas completadas, com muita saúde, uma família maravilhosa e amigos indescritíveis.

Obrigado meu Deus!!!



-------

Ah, só pra constar, aqui uma fotinho do meu singelo bolo de aniversário...

Çimpres e dyskreto. /aloka

22 de jan de 2010

Muito pra pensar, pouco pra fazer

Esses dias tem sido meio estranhos. Poucos dias pra completar 20 anos, e sem muito ânimo.

Estou de férias e não aguento ficar em casa. Já troquei meu fuso horário inteiro, poderia me mudar pra Hong Kong e nem sentiria a diferença.

Graças a Deus tenho amigos pra aturar meu ânimo irregular e me dar motivos pra sair e me divertir!


Entre as muitas coisas que passam na minha cabeça uma delas é meu namoro, morno.
Ele está viajando, e nada de ligações ou mensagens...
E antes disso ja não era muito diferente, mesmo morando na mesma cidade.

Quando voltar será hora de uma conversa bastante decisiva.



Outra coisa, estou assistindo BBB. Eu que tanto critiquei e debochei de quem via, me tornei um espectador. Mas é CLARO que meus motivos de ver BBB são bastante óbvios. Têm até nomes proprios, RGs e belos corpos, hahahahah.


No mais, acho que é isso, faz tempo que nao postava. As coisas andam meio tediosas por aqui.


3 de jan de 2010

E o começo...

Uma longa conversa até altas horas da manhã com um amigo

Um email, uma mensagem.

Uma conversa de 30 minutos no celular.





E 2010 começa da maneira mais espetacular possível !